Luanda, 2 de Agosto de 2019

Luanda, 2 de Agosto de 2019

O Jornal de Angola publicou, na sua edição de 1 de Agosto de 2019, pág. 15, um anúncio subscrito pelo Tribunal Provincial de Luanda - 1.ª Secção da Sala do Cível e Administrativo, no qual é referido que o Banco Angolano de Investimentos S. A. (BAI) é representado pelo Dr. José de Lima Massano numa Acção movida por esse banco contra as pessoas designadas.

O BAI vem esclarecer que o Dr. José de Lima Massano, à data da instauração da referida Acção, era o presidente da comissão executiva deste banco, pelo que, de acordo com os estatutos societários, era o seu representante e responsável em juízo ou fora dele.

Entretanto, a 27 Outubro de 2017, data posterior à da instauração do processo em causa (Proc. 1318/2017 - C), o Dr. José de Lima Massano foi nomeado para exercer a função de Governador do Banco Nacional de Angola, tendo assim, a partir dessa data, deixado de representar o BAI, sendo este agora representado pelo seu actual presidente da comissão executiva em todos os processos em curso, independentemente da data da sua instauração.

Gabinete de Comunicação e Gestão da Marca