Empresas da indústria de exploração de rochas ornamentais, na província da Huíla, registaram no terceiro trimestre de 2016, um aumento das exportações fixada em 14.915 metros cúbicos de granitos. Esta cifra superou a de igual período de 2015, estimada em 9.193 metros cúbicos, tendo permitido atingir um volume de venda de mais de USD 3 milhões.
Cerca de 10 empresas do ramo estão licenciadas, mas neste período apenas 8 produziram e exportaram granitos, destacando-se as quotas da Angostone com 6.234,014 métros cúbicos, a Galiangol com 2.822,540, a Rodang com 2.027,789, a DG África com 1.295,789 metros cúbicos e a HM, que exportou 1.116 metros cúbicos do minério, enquanto as demais, com quotas inferiores, venderam as suas produções no mercado nacional. No total, o conjunto as empresas comercializaram 48.206 toneladas de granitos negro, cinza, rosa, mármores, entre outras rochas ornamentais, contra 22.539 toneladas em 2015.

Fonte: Angop

Publicado: 06-01-2017